Caminhos da Reportagem / Jornalismo

Os desafios da mobilidade urbana sustentável

O crescimento populacional acelerado e a crescente concentração de pessoas nas cidades impõem grandes desafios à mobilidade urbana. Hoje, metade dos sete bilhões de habitantes do planeta já vivem em metrópoles e a projeção da Organização das Nações Unidas (ONU) é que esse índice cheque a 70% em 2050. Garantir que todas as pessoas consigam fazer seus deslocamentos diários de forma rápida, eficiente e sustentável ainda é um ideal longe de ser alcançado em muitos lugares do mundo. Na América Latina a maior fonte de emissão de gases de efeito estufa são os meios de transporte. Por isso, não é possível dissociar os problemas de mobilidade das mudanças climáticas, explica Ilan Cuperstein, vice-diretor para América Latina da organização C40. A rede internacional é formada por mais de 90 cidades que se comprometeram a zerar as emissões até 2050.

Episódios

Temporada 12

Informações Jornalistas viajam pelo Brasil e pelo mundo atrás de grandes histórias, trazendo ao telespectador uma visão diferente, instigante e complexa de cada um dos assuntos escolhidos.
  • O Caminhos da Reportagem vai até a Antártica e mostra uma região isolada do restante do planeta, de difícil acesso e com um clima extremamente frio. A bordo do navio “Almirante Maximiano”, que funciona como uma espécie de laboratório flutuante, o repórter Maurício Almeida mostra que cerca de 40% das pesquisas brasileiras no continente são produzidas na embarcação, onde cientistas fazem levantamento oceanográfico, coletam amostras de espécies marinhas e estudam o clima da região. O episódio ainda mostra os estudos que estão sendo feitos sobre o impacto das correntes marítimas da Antártica no clima brasileiro, na área de paleontologia e pesquisas com micro-organismos antárticos, cujo o objetivo é descobrir novas substâncias para a produção de remédios e novos antibióticos para o tratamento para câncer.
    27m  Publicação: 23/03/2020
  • Nesta edição, nutricionistas, chefs de cozinha, agrônomos e consumidores que priorizam a alimentação saudável falam sobre a diversidade das Pancs, o valor nutricional que elas oferecem e ensinam como preparar pratos saborosos utilizando essas plantas. As Pancs são as Plantas Alimentícias Não Convencionais, que nascem espontaneamente e podem ser encontradas em quintais, lotes e jardins. Lepidium, caruru, beldroega, peixinho e azedinha são algumas das 351 espécies de Pancs catalogadas no país. Essas plantas também já são tema de aulas em cursos de gastronomia e usadas em pratos especiais servidos em restaurantes pelas suas propriedades nutritivas.
    27m  Publicação: 31/03/2020
  • O rádio de ondas curtas ainda é um dos meios mais eficientes para levar informação aos lugares mais distantes e nem sempre acessíveis. Nos povoados ribeirinhos, no meio da Floresta Amazônica, a horas e às vezes a dias de barco da cidade mais próxima, a única forma de se conectar com o mundo ainda é através do rádio. A equipe do Caminhos da Reportagem foi até a Terra do Meio, no Pará, para conhecer essa realidade vivida por vários ouvintes da Rádio Nacional da Amazônia, uma das poucas rádios de ondas curtas do país.
    24m  Publicação: 06/04/2020
  • Ao longo dos séculos a meditação foi empregada em diversas religiões, como budismo e hinduísmo. Mas nas últimas décadas, a prática de meditar deixou os templos e ganhou novos espaços. No Rio de Janeiro, crianças dos ensinos fundamental e médio têm encontros semanais que melhoram o campo atencional, o campo da concentração e o campo das sensações. A meditação também tem sido usada como uma aliada dos tratamentos convencionais de saúde. Em 2017, a prática começou a fazer parte dos procedimentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde e, no mesmo ano, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) no Rio de Janeiro adotou a meditação em pacientes. Aliviar o estresse em um mundo cada vez mais competitivo, com pessoas demasiadamente atarefadas, é um dos motivos que levam cada vez mais pessoas a uma busca pela paz interior.
    27m  Publicação: 13/04/2020
  • Como era o Planalto Central antes da construção de Brasília? E como foi a escolha do local exato para a construção da nova capital do Brasil? Em comemoração aos 60 anos de Brasília, o programa conta a história do Distrito Federal – do território à inauguração. A ocupação na região não começou nos anos 1950, com a construção de Brasília. Pesquisas arqueológicas mostram que o ser humano vivia por ali há pelo menos oito mil anos. No Sítio Cachoeirinha, é possível encontrar vestígios, como pedras lascadas que eram usadas como ferramentas. A ideia de transferir a capital do litoral para o interior do país é antiga: começou no século 19 com o patriarca da Independência, José Bonifácio e há relatos também sobre o sonho de Dom Bosco. A mudança da capital foi fortalecida com a promulgação da primeira Constituição Republicana, em 1891, mas os planos para a transferência foram retomados durante o governo de JK. O episódio também ouve as histórias dos pioneiros que construíram a capital.
    27m  Publicação: 22/04/2020
  • O Caminhos da Reportagem faz algumas reflexões sobre a vida em quarentena nesses tempos de coronavírus. Com a pandemia, empresas, empregados e autônomos, quando possível, testam o trabalho remoto. Nossa equipe de produção e reportagem também experimentou esse formato para colocar no ar esta edição. As jornalistas Flavia Peixoto e Gracielly Bittencourt conduziram a reportagem, cada uma em sua casa. O programa mostra diversas histórias de pessoas que estão enfrentando o período de isolamento durante a pandemia. Brasileiros que tiveram que voltar ao Brasil por conta do coronavírus, pessoas que praticam a solidariedade e ajudam a população de rua, refugiados e desempregados, população mais vulnerável neste momento. O episódio também mostra como está a rotina das famílias dentro de casa, com filhos pequenos e adolescentes. A vida de uma taxista que por medo do Covid 19, deixou de trabalhar nas ruas e gente que pegou a doença e se recuperou.
    26m  Publicação: 27/04/2020
  • O Caminhos da Reportagem se inspirou na exposição “Vaivém”, que esteve em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) em quatro cidades pelo país, para tratar de um objeto que está presente na cultura brasileira: as redes de dormir. A nossa equipe de reportagem viajou ao Amazonas e ao Ceará, onde o costume da rede é mais arraigado, em busca de histórias de pessoas que usam as redes de dormir no cotidiano.
    25m  Publicação: 04/05/2020
  • Se a distância social era imposta pela renda, saneamento básico, acesso à saúde e à educação, com a pandemia as vielas das comunidades ficaram mais estreitas. De acordo com Instituto Locomotiva/Datafavela, 13,6 milhões de brasileiros moram em favelas. Brasileiros que dividem tetos inacabados onde quem tem uma laje para tomar sol se considera um privilegiado. As famílias acostumadas a habitar e a transitar em espaços contíguos, agora se veem obrigadas a conviver 24 horas, e já com o peso do desemprego. Não muito distante dos moradores de comunidades, estão os imigrantes e refugiados que saíram de seus países de origem para uma sobrevivência possível. Estavam se adaptando bem à nova vida até chegar a pandemia, as contas do aluguel, água, luz e, também, o desemprego.
    25m  Publicação: 11/05/2020
  • No mundo inteiro, o cuidado ainda tem rosto de mulher, já que 75% das pessoas que cuidam são meninas ou mulheres. A pesquisa Tempo de Cuidar, publicada pela Oxfam, mostrou que 42% delas têm dificuldade de encontrar trabalho porque se encarregam de alguém da família. A pandemia provocada pela Covid-19 tem exigido ainda mais cuidado e transformado as rotinas em casa. Esta reportagem é resultado de histórias de cuidadoras que mostram parte das suas atividades, falam sobre preocupações, dificuldades, medos e angústias. Elas também se abrem para contar dos vínculos, conquistas, afeto e amor.
    27m  Publicação: 19/05/2020
  • No mundo existem, hoje, 193 países, cerca de 7.75 bilhões de habitantes e um enorme problema em comum: um vírus. Em 20 de março de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que o surto da doença causada pelo novo coronavírus (COVID, Corona Virus Disease) havia se transformado em pandemia. Brasil afora, vidas e sonhos foram interrompidos pela COVID-19, doença que teve origem na China, no final do ano de 2019, e em menos de três meses se espalhou por todo o mundo, obrigando vários países a adotar medidas de isolamento social e restrições de acesso às suas fronteiras, para conter o avanço da pandemia. Por todo o mundo, as pessoas têm sido forçadas a rever hábitos, mudar a rotina, abandonar sonhos em curso e traçar novos objetivos. Nesse Caminhos da Reportagem vamos conhecer a história de alguns brasileiros que estavam (ou continuam) fora do país durante a pandemia de COVID-19 e foram surpreendidos pela decretação da quarentena obrigatória, estando muito longe de casa.
    26m  Publicação: 25/05/2020
  • Em meio a saudades da escola, restrições e medo do coronavírus, o Caminhos da Reportagem mostra como crianças estão enfrentando o isolamento social, sob o ponto de vista delas. O programa foi feito de forma colaborativa: pais, famílias, as próprias crianças, coletivos de cinema e parceiros da TV Brasil registraram o que viram de perto em suas casas ou locais onde moram. Com isso, foi possível, em meio ao isolamento social, mostrar diversas realidades: crianças de classe média, da periferia, do interior do país e crianças indígenas.
    26m  Publicação: 01/06/2020
  • Este Caminhos da Reportagem aborda a realidade de profissionais de saúde durante a pandemia do Covid 19. O depoimento de médicos e enfermeiros de São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus e Macapá, mostram que os profissionais saiam de casa para combater um inimigo invisível num campo minado. A falta de equipamentos de proteção individual, salários atrasados, suspeita de negligência no atendimento de um enfermeiro que morreu com a doença, são alguns dos temas reportados neste episódio.
    0s  Publicação: 08/06/2020
  • As mulheres são metade da população mundial mas elas ainda representam apenas 28% dos pesquisadores. A boa notícia é que no Brasil houve uma redução significativa dessa desigualdade de gênero. Nas últimas décadas, a parcela de pesquisadoras passou de 38% para 49%. Em ciências humanas, biologia e medicina a presença de mulheres é maior. Mas quando consideramos as chamadas STEM – abreviação em inglês para ciência, tecnologia, engenharia e matemática – as cientistas correspondem a somente um quarto dos pesquisadores. As mulheres já são a maioria na graduação e pós-graduação, representando 15% a mais no número de estudantes de mestrado e doutorado no Brasil. Por outro lado, somente 35% das bolsas de produtividade de pesquisa são para elas. Algumas pesquisas alertam também para a questão racial no país, ainda um dos principais entraves para a entrada da mulher no mundo científico. Nesse Caminhos da Reportagem, cientistas brasileiras de renome internacional falam sobre suas dificuldades pessoais, as barreiras
    26m  Publicação: 22/06/2020
  • Desde o início da segunda edição da Operação Verde Brasil em 11 de maio, 116 pessoas foram presas por crimes ambientais na Amazônia, mais de 175 milhões de reais em multas foram aplicadas e quase 20 mil metros cúbicos de madeira foram apreendidos. A força tarefa une as Forças Armadas, Polícia Federal, IBAMA, Força Nacional e secretarias estaduais de Meio Ambiente. O objetivo é desarticular quadrilhas de madeireiros e garimpeiros na área da Amazônia Legal. Este ano, a Operação Verde Brasil foi antecipada justamente para coibir os principais crimes ambientais que ocorrem nesta época do ano. Em 2019, o desmatamento e as queimadas na floresta foram notícia em todo o mundo. Em 2020, combatendo as ações ilegais no período chuvoso, a expectativa é que não haja madeiras cortadas para que os chamados “toreiros” realizem a queimada no período da seca.
    26m  Publicação: 06/07/2020
  • A equipe do Caminhos da Reportagem viajou até os estados da Bahia e do Maranhão para ouvir as histórias de quem convive com os dois tipos de leishmaniose. Causada por mais de 20 espécies de leishmania, um protozoário, a doença é transmitida pela picada de diferentes espécies de insetos vetores. O principal deles, no Brasil, é o mosquito-palha. Existem dois tipos de leishmaniose: a tegumentar ou cutânea, que se manifesta na pele, e a visceral, mais conhecida como calazar, que afeta órgãos internos. A doença não é contagiosa. O dermatologista da Universidade Federal da Bahia Paulo Roberto Lima Machado afirma que, apesar de desconhecida para muita gente e com pouco investimento em novas medicações, a doença não é negligenciada. “O paciente é negligenciado. Infelizmente, esses indivíduos, a maioria que tem essas doenças de Chagas, hanseníase, leishmaniose, são indivíduos que têm baixas condições socioeconômicas e com isso pouco poder de pressão”, reforça.
    27m  Publicação: 13/07/2020
  • Que o brasileiro é criativo, isso não é novidade. A característica conhecida por todos, inclusive fora do país, ficou patente neste período em que o mundo foi pego de surpresa. Como aumentar a renda se você é um maestro e teve os shows cancelados? Como usar o tempo para tratar da ansiedade que aumentou no meio do isolamento social? Como pagar as contas que não param de chegar quando o trabalho de tirar fotografias é essencialmente presencial? O Caminhos da Reportagem apresenta exemplos de brasileiros que deram a volta por cima num tempo em que sobreviver a um vírus é só o começo de um desafio. Vamos conhecer brasileiros que aprenderam a lidar com a tecnologia disponível para mudar o percurso de uma jornada antes inimaginável.
    26m  Publicação: 20/07/2020
  • Esta edição do Caminhos da Reportagem mostra a situação dos trabalhadores informais em meio à pandemia de Covid-19. A população negra é a mais atingida pela informalidade e, quando há um recuo na economia, a primeira a perder os empregos formais. Clátia Vieira, do Comitê Mulheres Negras da ONU, explica que “sempre que tem corte, sempre que precisa arrochar a economia, isso vai refletir diretamente na vida das mulheres negras”. Quase metade dessas mulheres está na informalidade. “Num tempo de pandemia, falar de informalidade também é falar de fome”, complementa. As diaristas, que já tinham vínculos precários, estão entre os grupos mais atingidos. Nossa equipe conversou com três mulheres que tiveram a demanda de trabalho reduzida e recorreram ao auxílio emergencial do governo. Já os entregadores de aplicativos viram o trabalho aumentar durante a fase de isolamento social. Segundo o IBGE, quatro milhões de brasileiros tiram o sustento dessas entregas. Homens, em sua maioria.
    26m  Publicação: 27/07/2020
  • A Ilha do Marajó, no estado do Pará, já foi cantada em versos de carimbó e exaltada por suas belezas naturais. Mas o arquipélago de quase 50 mil quilômetros quadrados, na foz do rio Amazonas, também é cenário de pobreza, falta de saneamento e, agora, de dificuldades no enfrentamento da pandemia de Covid-19. De seus 16 municípios, metade está entre os 45 piores no Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil, segundo o IBGE. Uma parceria entre a Associação Paulista de Atacadistas e Supermercadistas e a rede Carrefour, com o apoio do governo federal, enviou no mês de junho para Afuá e Chaves, dois municípios da ilha, cerca de 15 mil cestas básicas para amenizar a situação das famílias mais vulneráveis. O alimento foi levado pela Marinha. A equipe Caminhos da Reportagem viajou a bordo da maior embarcação militar do norte do país para acompanhar a entrega das doações.
    27m  Publicação: 03/08/2020
  • Durante as medidas de distanciamento social, as cidades brasileiras reduziram a oferta dos transportes coletivos e, com a flexibilização da quarentena, o retorno é gradual. O Caminhos da Reportagem ouviu pessoas que dependem de ônibus, metrô, trem e de barcas para se deslocar. Conversou também com motoristas, cobradores, pesquisadores e especialistas em mobilidade. Eles falam das preocupações, desafios e adaptações que têm surgido desde março. O programa também mostra o resultado de uma pesquisa realizada por uma equipe da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) sobre o potencial de contágio nos pontos de ônibus; as novas formas de higienização nas estações e nos vagões de trens e metrôs; e, ainda, a parceria entre uma fábrica de ônibus e uma universidade que traz soluções inovadoras para os transportes coletivos, entre elas, lâmpadas ultravioletas e tecidos para cortinas e poltronas com aditivos antimicrobianos.
    27m  Publicação: 10/08/2020
  • Esta edição do Caminhos da Reportagem trata da saúde mental das pessoas durante a pandemia e fala da difícil arte de viver um cotidiano repetitivo sem poder sair de casa há meses. O episódio ouviu psicólogos e famílias de crianças com autismo que discutem o isolamento em tempos de covid-19 e mostra como o distanciamento social influenciou na rotina dessas pessoas. Psicólogos tem utilizado de conversas on-line para o tratamento de pacientes em busca de qualidade de vida durante a pandemia. E pais de adolescentes e crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) tentam voltar a rotina de tratamento atendimento terapêutico presencial, no intuito de reorganizar a rotina dos filhos. Esta edição do Caminhos da Reportagem também entrevistou a blogueira Larissa Stella e os escritores Andrew Oliveira e Fabrício Carpinejar sobre saúde mental e pandemia.
    26m  Publicação: 17/08/2020
  • Nossa equipe seguiu as batidas e passos do carimbó, dança típica do Pará, que desde 2014 é considerado Patrimônio Cultural do Brasil. “A origem do carimbó vem dos negros que se mestiçaram com os indígenas e com os portugueses e depois se disseminou por todo o estado do Pará” – conta a musicóloga Laurenir Peniche. Já a origem do nome vem de “curimbó”, o tambor utilizado nas rodas da dança. Em Belém, conhecemos a família do mestre Verequete, que foi um expoente de um carimbó mais tradicional, chamado “pau e corda”, sem o uso de instrumentos eletrônicos. Atravessando a Baía do Guajará, desembarcamos na Ilha de Marajó, onde existem 16 comunidades quilombolas, de onde saíram grandes nomes como mestre Damasceno, criador do chamado “Búfalo-Bumbá”, e mestre Diquinho, um dos maiores representantes de um carimbó mais melódico que vem das fazendas de Soure, também no Marajó. De volta ao Rio de Janeiro, gravamos uma entrevista especial com a “Diva do Carimbó Chamegado”, a cantora dona Onete.
    24m  Publicação: 27/08/2020
  • O Caminhos da Reportagem acompanhou uma missão do Ministério da Defesa a São Gabriel da Cachoeira, o município mais indígena do Brasil, para mostrar o atendimento aos povos indígenas em meio à pandemia de Covid-19.
    24m  Publicação: 31/08/2020
  • O Caminhos da Reportagem desta semana conversou com mulheres que conseguiram romper o ciclo da violência doméstica e criaram projetos para ajudar outras mulheres a fazerem o mesmo. Em comum? O amparo da lei Maria da Penha, que completou 14 anos no dia 07 de agosto, e uma forte rede de apoio, formada pela família, por amigos e vizinhos. A importância dessa rede é tamanha que alguns estados, como Fortaleza e Distrito Federal, aprovaram leis obrigando os condomínios a denunciarem casos de violência contra a mulher.
    25m  Publicação: 14/09/2020
  • Existem hoje, no Brasil, cerca de 22 milhões de pessoas com mais de 65 anos. Os idosos fazem parte de uma parcela da população que cresceu 20% nos últimos seis anos. Para Marcelo Neri, coordenador da pesquisa “Onde estão os idosos – Conhecimento contra a Covid-19”, “a pandemia pega o Brasil num momento em que a população de idosos é grande, crescente, mas se fosse daqui a 50 ou 30 anos, o problema seria ainda mais relevante”. Desde o início da pandemia, especialistas têm alertado para a vulnerabilidade dos idosos. Porém, como explica o médico e gerontólogo Alexandre Silva, “se você tem um idoso que consegue chegar cheio de saúde, ele não está exposto aos riscos da Covid-19 da mesma forma que uma pessoa idosa que não tenha uma boa condição de saúde”. Muitos idosos estão descobrindo um mundo novo, como no caso da atriz Suely Franco, que recentemente abriu uma conta no Instagram para postar vídeos: “Uma amiga encheu a minha cabeça porque eu gosto muito de contar piada”.
    24m  Publicação: 13/09/2020
  • As formas de exercer a solidariedade precisaram passar por adaptações durante a pandemia do coronavírus. Vários projetos sociais espalhados pelo Brasil têm conseguido se reinventar e, por meio da internet, conseguem chegar aos destinatários levando o que cada um mais precisa naquele momento: alimentos, roupas, alegria e atendimento médico.
    25m  Publicação: 21/09/2020
  • Este programa aborda a falta de acessibilidade de brasileiros com deficiência, pessoas gordas, transexuais, alunos surdos e idosos na capital paulista.
    25m  Publicação: 28/09/2020
  • Que a Amazônia é enorme e cheia de biodiversidade, todos já sabem. Mas, na imensidão da floresta, sempre há lugares novos a serem descobertos. O Parque Nacional de Anavilhanas pode ser um desses lugares: o segundo maior arquipélago de águas fluviais do mundo, com mais de 400 ilhas, ainda precisa ser conhecido por boa parte dos brasileiros. Pensando nisso, o Caminhos da Reportagem, antes da pandemia da covid-19, colocou a mochila nas costas, alugou um barco e foi conhecer toda a beleza do parque, que é administrado pelo ICMBio e tem 350 mil hectares, divididos entre o município de Novo Airão e a capital do estado amazonense, Manaus. Reconhecido como Patrimônio Natural da Humanidade, o parque tem, entre suas principais atrações, o projeto de visitação aos botos – animais míticos, cercados de lendas.
    25m  Publicação: 12/10/2020
  • Na semana em que comemora o dia do professor, o Caminhos da Reportagem mostra como a pandemia do novo coronavírus modificou a rotina de vários profissionais e educadores. Quase que de um dia para o outro a sala de aula foi substituída pelas telas do computador e professores se viram diante de um desafio inédito: o fechamento das escolas públicas e particulares, que afetou, só no Brasil, 44 milhões de crianças e adolescentes. Esse fechamento, no entanto, não representou o fim das atividades escolares. Pelo contrário. Levantamento feito pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – UNDIME, mostrou que 96% das redes municipais ofereceram atividades não presenciais, online e offline.
    25m  Publicação: 19/10/2020
  • Ela é conhecida como a “Diva do Carimbó Chamegado” e ele o “Rei do Carimbó Moderno”. Juntos, Dona Onete e Pinduca estão entre os maiores artistas na ativa de Carimbó - ritmo e dança que são marcas registradas do Pará. Mas numa versão contemporânea, com a utilização de instrumentos eletrônicos. Antes da pandemia de covid-19, nossa equipe conversou com os músicos responsáveis pela modernização do carimbó. A cantora Eliana Pittman, que regravou alguns dos Carimbós mais conhecidos de Pinduca, também participa do programa. Para mostrar as “outras batidas de Carimbó”, em contraponto ao ritmo mais tradicional chamado de Pau e Corda, o programa mostra ainda a história de um Carimbó que ganhou destaque nacional na voz de Fafá de Belém, em 1975. “Este rio é minha rua” é uma composição da dupla considerada uma das mais importantes na música popular paraense - Ruy Barata e Paulo André Barata.
    24m  Publicação: 25/10/2020
  • Universidades, farmacêuticas e institutos científicos de todo o mundo dedicados a um mesmo objetivo: desenvolver uma vacina eficaz contra a Covid-19. Uma corrida que envolve pesquisa e tecnologia de ponta, bilhões de dólares investidos e muita expectativa. O Brasil atraiu quatro das pesquisas mais avançadas: da Universidade de Oxford, no Reino Unido; da empresa chinesa Sinovac; da alemã Biontech, com a Pfizer; e da belga Janssen, braço da Johnson&Johnson. Dois desses estudos garantem a transferência de tecnologia para produção nacional da vacina, caso elas se mostrem eficazes. Mas por que o país tem atraído tantos estudos? Segundo Eduardo Vasconcellos, coordenador da pesquisa da Janssen no Distrito Federal, “o Brasil é, possivelmente, dos países dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), o que tem maior qualidade de informações nos centros de pesquisa porque, apesar de todas as nossas desigualdades e problemas, nós somos um país com excelente qualidade técnica de profissionais na área de
    25m  Publicação: 01/11/2020
  • Este episódio faz uma reflexão sobre o espaço público durante a pandemia. Redesenho, novas configurações, a inclusão de novos - e antigos modelos para o uso diferente da rua tal como conhecíamos antes do coronavírus.
    25m  Publicação: 08/11/2020
  • Carolina morreu há mais de quarenta anos e ainda hoje influencia escritores como Rainha do Verso, poeta, atriz e camelô no Rio de Janeiro. E é essa Carolina que você vai ver no Caminhos da Reportagem dessa semana.
    0s  Publicação: 22/11/2020
  • Existem entre 6 mil e 8 mil doenças raras catalogadas pela ciência. Elas afetam em torno de 13 milhões de pessoas no Brasil. São histórias singulares, em diferentes cidades do país, mas que estão conectadas pelo diagnóstico de alguma condição rara. Cada história de vida é singular, mas muitas pessoas com condições raras vivem situações em comum, como o longo percurso em busca de diagnóstico e de tratamento. O Caminhos da Reportagem mostra algumas histórias de quem convive com o adoecimento raro e o que as condições raras têm em comum: são crônicas, estão fora da perspectiva de cura, são de difícil diagnóstico e tratamento, e no Brasil muitas delas são também doenças pediátricas.
    25m  Publicação: 30/11/2020
  • Um turismo de isolamento, que busca a natureza, o distanciamento de grandes centros urbanos, a valorização de áreas rurais e estar com a família. Tendências para um setor que tenta se reerguer em meio à pandemia que abalou o mundo. Para algumas pessoas, a saída encontrada para lidar com a pandemia foi aliar o home office com a possibilidade de ir para um local mais isolado.
    25m  Publicação: 07/12/2020
  • Se estivesse viva, Clarice Lispector teria completado 100 anos em dezembro. Muitos são os mistérios dessa escritora brasileira que fez com que o “estranho” na literatura nos parecesse tão “familiar”. Clarice nasceu na Ucrânia, mas chegou ainda bebê em Maceió e se naturalizou brasileira. “O romance dela não é um romance psicológico, que analisa a mente humana para chegar a determinados dados de comportamento, pelo contrário, ela quer escapar daquilo que chama de “pensamento” para atingir o que está “atrás do pensamento”, analisa a professora da USP Nádia Battella Gotlib. Clarice era ainda uma amante das artes plásticas e amiga de grandes pintores. A questão da “visualidade” também parecia ser uma busca presente para ela no contexto da sua própria literatura. “Muitas personagens de Clarice são artistas, como G.H. (do livro A Paixão segundo G.H.), que é escultora, e, também, a pintora de Água viva, lembrou Benjamin Moser, biógrafo norte-americano de Clarice Lispector.
    26m  Publicação: 20/12/2020
  • 2020 se despede como um ano triste para a humanidade. Uma pandemia fechou portas de casas e fronteiras. Impôs distanciamento entre pessoas, máscaras nos rostos e álcool em gel nas mãos. Levou quase 1,8 milhão de vidas pelo mundo. E deixou muitos planos em espera. A escola da vida mostrou que temos muito o que aprender.
    24m  Publicação: 27/12/2020

Temporada 11

Informações Jornalistas viajam pelo Brasil e pelo mundo atrás de grandes histórias, trazendo ao telespectador uma visão diferente, instigante e complexa de cada um dos assuntos escolhidos.
  • O Caminhos da Reportagem mostra casais que se conheceram por meio de aplicativos, pessoas que ainda estão em busca de um par e, ainda, um casal tradicional, que está junto há mais de 40 anos. Cada um conta a sua forma de se relacionar, as dificuldades e os desafios das relações. A tecnologia tem ampliado cada vez mais as possibilidades de se realizar diferentes tarefas apenas por meio de toques no celular. Um exemplo são os aplicativos que possibilitam fazer compras, pagar contas, pedir comida e até encontrar alguém para se relacionar. E os aplicativos de paquera vieram para revolucionar costumes: os flertes e olhares que aconteciam num mesmo ambiente estão sendo substituídos por curtidas de fotos e perfis de pessoas que podem estar a quilômetros de distância.
    27m  Publicação: 18/04/2019
  • Em abril, mês do aniversário de Brasília e também do dia nacional do Choro, o Caminhos da Reportagem traz um programa em homenagem aos chorões que fizeram e ainda fazem história na capital. O choro se mantém vivo e se renova em Brasília. As novas gerações se dedicam ao gênero, mantendo-o sempre atual. O músico Ian Coury, de 17 anos, começou cedo. Se encantou pelo bandolim aos oito anos e desde então nunca parou de tocar. Sua carreira já é reconhecida internacionalmente. O mesmo acontece com o grupo Sai da Frente, composto por Junior Viegas, Nelsinho Serra, Victor Angeleas e Vinícius Viana. Em 2018, o grupo recebeu o maior prêmio da música independente musical, o Independent Music Award.
    27m  Publicação: 25/04/2019
  • O Caminhos da Reportagem aborda importância da agricultura nos centros urbanos. Com mais da metade da população mundial vivendo hoje em cidades, o fornecimento de alimentos tornou-se um desafio para garantir um futuro sustentável. O ritmo acelerado de consumo nos aproxima perigosamente dos limites planetários. Esta edição do Caminhos da Reportagem mostra que a agricultura urbana surge, nesse cenário, como estratégia para garantir o acesso de todos a um alimento saudável e de qualidade. Desenvolvida no interior das cidades e em seu entorno, a agricultura urbana acontece bem próxima aos centros consumidores, o que reduz emissões de poluentes, gastos com transporte e desperdício. Além disso, a prática tem como um de seus desdobramentos mais importantes a possibilidade de geração de renda.
    26m  Publicação: 01/05/2019
  • Quarta idade. Essa é a classificação etária de quem passou dos 80 anos, um número cada vez maior de pessoas. O Caminhos da Reportagem conta a história dessas pessoas e mostra o que elas estão fazendo para ter uma velhice segura, com qualidade de vida e saúde. A equipe de reportagem também conversou com a atriz Ruth de Souza, primeira mulher negra a pisar no palco do elitizado Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Às vésperas de completar 98 anos, Ruth nem pensa em parar de trabalhar. A arte também tem auxiliado Helio Haus a chegar aos 80. Ele começou a dançar balé há cinco anos e todo dia é um novo desafio.
    28m  Publicação: 13/05/2019
  • O Caminhos da Reportagem mostra que a inteligência artificial foi criada para executar tarefas comuns, como acender uma luz ou ligar para um amigo, mas também para obter dados de sua vida privada, escolhas pessoais de música a viagens, de pesquisa de preços de geladeira a livros. Basta fazer a busca, e um sistema de algoritmos estará a postos para entregar a solução.
    26m  Publicação: 16/05/2019
  • O crescimento populacional acelerado e a crescente concentração de pessoas nas cidades impõem grandes desafios à mobilidade urbana. Hoje, metade dos sete bilhões de habitantes do planeta já vivem em metrópoles e a projeção da Organização das Nações Unidas (ONU) é que esse índice cheque a 70% em 2050. Garantir que todas as pessoas consigam fazer seus deslocamentos diários de forma rápida, eficiente e sustentável ainda é um ideal longe de ser alcançado em muitos lugares do mundo. Na América Latina a maior fonte de emissão de gases de efeito estufa são os meios de transporte. Por isso, não é possível dissociar os problemas de mobilidade das mudanças climáticas, explica Ilan Cuperstein, vice-diretor para América Latina da organização C40. A rede internacional é formada por mais de 90 cidades que se comprometeram a zerar as emissões até 2050.
    29m  Publicação: 22/05/2019
  • Os transtornos de ansiedade são tema desta edição do Caminhos da Reportagem. O Brasil é o país que tem o maior índice de transtornos de ansiedade do mundo: 9,3% da população sofre com a doença, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) de 2017. Isso representa cerca de 18 milhões de brasileiros. Por trás de números, histórias de vida. A jornalista Ágatha Gonzaga, por exemplo, conta que começou a ter problema com transtorno de ansiedade na fase adulta, quando já estava trabalhando. Ela foi diagnosticada com transtorno de ansiedade, começou a fazer tratamento com psiquiatra e acompanhamento terapêutico.
    26m  Publicação: 29/05/2019
  • Na costa sudeste da África, Moçambique ostenta o posto de estar entre os 35 países com maior área territorial do planeta. Mas ainda vive de maneira precária na maior parte da zona rural. A seca é sempre uma ameaça para a agricultura de subsistência, feita com pouca ou nenhuma tecnologia. E um ciclone, que é um fenômeno capaz de mais destruições. Só no primeiro semestre de 2019, Moçambique foi alvo de duas tempestades que devastaram a região central – Ciclone Idai – e depois o norte do país – Ciclone Kenneth. A nação recebeu a ajuda humanitária de governos do exterior e das organizações internacionais para amenizar o sofrimento de milhares de famílias desabrigadas, sem estradas, sem alimentos, sem a colheita das pequenas hortas. O Caminhos da Reportagem acompanhou uma das missões do Comitê Internacional da Cruz Vermelha – CICV, no período em que os moçambicanos choravam a morte de mais de mil pessoas.
    26m  Publicação: 05/06/2019
  • A cada sinal vermelho, a cada pedestre na calçada, está a oportunidade de mostrar arte e levar um pouco de felicidade para o dia a dia das pessoas. Assim são os artistas de rua, o assunto deste Caminhos da Reportagem. Muitos artistas enxergam as ruas como oportunidade para começar, até se aperfeiçoar. É o caso da cantora inglesa Jesuton, que começou no Brasil, em uma esquina de Ipanema, no Rio de Janeiro, a carreira como cantora. Ela conta que no começo pessoas achavam que ela era moradora de rua por estar cantando na calçada. Foi nas ruas também que o cantor contratenor Edson Cordeiro começou a carreira. Precisamente, na Rua Barão de Itapetininga, em São Paulo. Ali, ele descobriu que o seu canto agudo agradava as pessoas.
    26m  Publicação: 13/06/2019
  • O Caminhos da Reportagem vai mostrar as conquistas da medicina que afastam o diagnóstico do câncer de uma sentença de morte. Nos últimos anos, os avanços da oncologia revolucionaram a forma de tratar a doença. Em 2018, dois pesquisadores ganharam o Prêmio Nobel de Medicina por seus estudos com a imunoterapia, um tratamento inovador que usa o próprio sistema imunológico do indivíduo para combater tumores. A aposta dos médicos é que a ciência caminha para descobrir novas formas de prevenção e tratamentos menos invasivos, que permitam ao paciente conviver com a doença.
    27m  Publicação: 19/06/2019
  • Em meio aos recordes de audiência e de venda de ingressos na Copa do Mundo de Futebol Feminino, na França, o Caminhos da Reportagem reprisa trechos do programa que mostra a busca das mulheres pelo reconhecimento no esporte.
    27m  Publicação: 26/06/2019
  • O Caminhos da Reportagem ouviu o que pensam os escritores veteranos e os escritores da nova geração sobre as novas formas de produção e divulgação literária no país. Seja nas plataformas digitais como o Kindle Direct Publishing, Whattpad e e-book eles acompanham as vendas por gráficos e podem, interagir com o leitor e ver em tempo real as transformações que o romance pode ter causado na vida dele.
    25m  Publicação: 03/07/2019
  • O Caminhos da Reportagem mostra o quanto os brasileiros ainda são fascinados pelo açúcar e como esse componente interfere na saúde de quem exagera na dose. Um acordo firmado em 2018 entre o Ministério da Saúde e presidentes de associações do setor produtivo de alimentos definiu que, até 2022, o Brasil deve reduzir 144 mil toneladas de açúcar em produtos industrializados como bolos, misturas para bolos, produtos lácteos, achocolatados, bebidas açucaradas e biscoitos recheados.
    26m  Publicação: 10/07/2019
  • Uma corrida que terminou com um grande salto para a humanidade. Podemos resumir assim a viagem à lua, que completa 50 anos no dia 20 de julho de 2019. Estados Unidos e Rússia, no auge da Guerra Fria, disputavam os avanços tecnológicos, educacionais e sociais, na tentativa de mostrar a soberania do seu modelo de sociedade. A corrida espacial entra nesse contexto, possibilitando feitos comemorados até os dias atuais. Entre eles, a chegada ao espaço, com o russo Yuri Gagarin, autor da célebre frase “a terra é azul”; e a conquista da lua, com as missões Apollo, comandadas pelos Estados Unidos. Ao pisar em solo lunar, Neil Armstrong disse: “É um pequeno passo para um homem, e um salto gigante para a humanidade”.
    28m  Publicação: 17/07/2019
  • Na batida de seu violão e com o estilo de cantar à meia-voz, o músico João Gilberto inaugurou um novo som e criou a bossa nova. Com as letras poéticas de Vinicius de Moraes e a melodia sofisticada de Tom Jobim, a bossa ganhou o mundo, como um ritmo celebrado até hoje dentro e fora do país. No mês em que o pai do movimento saiu de cena, o Caminhos da Reportagem vai mostrar que a bossa nova vai muito além das criações de sua “santíssima trindade” e ainda se renova, a cada geração. Com os depoimentos de quem esteve ao lado de João Gilberto, Tom e Vinicius, como os músicos João Donato, Joyce Moreno e Wanda Sá o Caminhos da Reportagem vai mostrar que a bossa nova não envelhece e que, sobre ela, ainda há muito a se contar.
    27m  Publicação: 24/07/2019
  • O Caminhos da Reportagem mostra os diversos usos da bicicleta e como esse meio de transporte tão antigo é considerado hoje uma das principais alternativas para desafogar o trânsito das grandes cidades. O programa acompanhou pessoas que fizeram da bike seu instrumento de trabalho: entregadores que pedalam cerca de 12 horas por dia e se arriscam entre carros e ônibus para atender pedidos feitos por aplicativos e, ainda, o jornalista Afonso Morais, o bike repórter, que percorre as ruas de Brasília em busca de notícias para os ouvintes de uma rádio local.
    28m  Publicação: 31/07/2019
  • Esta edição do Caminhos da Reportagem dá voz a adolescentes que querem fazer cirurgia plástica e aos que já passaram por algum tipo de procedimento. Uma pesquisa da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) apontou que o Brasil é o país que mais faz cirurgia plástica em adolescentes.
    27m  Publicação: 07/08/2019
  • No princípio era o verbo e o verbo estava com os homens - e o verbo eram os homens. Para uma mulher publicar um folheto com rimas e versos de cordel, teria de assinar com um nome masculino. Caso contrário, nenhum leitor levaria a sério um folheto feito por uma mulher. Oitenta anos se passaram desde a publicação do primeiro folheto escrito por Maria das Neves Baptista Pimentel. Com o sugestivo título “O Violino do Diabo ou o Valor da Honestidade”, o trabalho só foi publicado em 1938 na Paraíba, depois de emprestar o nome do marido Altino Alagoano. Para muitas mulheres, o espaço na literatura de cordel ainda é conquistado na raça e na rima. O Caminhos da Reportagem mostra como Auritha Tabajara, primeira indígena cordelista, consegue respeito e convite para participar de rodas de cordelistas dominadas por autores masculinos. E Dalinha Catunda, uma das cinco mulheres a ocupar uma das 40 vagas na Academia Brasileira de Literatura de Cordel – ABLC – no Rio de Janeiro.
    26m  Publicação: 15/08/2019
  • Um dos cantores de rock mais populares do Brasil, Raul Seixas teve uma trajetória de ascensão e queda que o levou à morte no dia 21 de agosto de 1989. Para lembrar as três décadas de sua ausência, o Caminhos da Reportagem faz uma homenagem ao artista neste episódio que é uma reedição do programa com duração de uma hora exibido em 2015: “Raul – esse caminho que eu mesmo escolhi".
    27m  Publicação: 21/08/2019
  • Todos os anos, 8 milhões de toneladas de lixo plástico vão parar nos oceanos, mostra o relatório da organização WWF, publicado em 2019, com dados do Banco Mundial. São materiais descartados de forma incorreta, que, com a água da chuva, chegam ao mar e estão atingindo os locais mais remotos do planeta. Segundo previsões da Organização das Nações Unidas, se nada for feito, em 2050 teremos um volume maior de plástico do que de peixes nos oceanos. O Caminhos da Reportagem mostra a gravidade do problema, responsável por um impacto ambiental sem precedentes e diretamente conectado ao modo de vida de nossa sociedade. Segundo a WWF, 50% do total de lixo plástico foi produzido dos anos 2000 em diante.
    27m  Publicação: 28/08/2019
  • Esta edição do Caminhos da Reportagem mostra a atuação de equipes no Projeto Rondon em dois estados: Acre e Piauí. Durante duas semanas, estudantes e professores de instituições de ensino superior percorreram cidades selecionadas pelo projeto e em cada localidade foram desenvolvidas atividades junto à população, sempre considerando as necessidades de cada comunidade.
    27m  Publicação: 04/09/2019
  • No Brasil um tipo de terapia alternativa tem chamado a atenção por estar ajudando na resolução de conflitos, na solução de problemas e também no tratamento de doenças: a Constelação Familiar. Já autorizada no Sistema Único de Saúde – SUS – e também usada em vários tribunais de justiça do país, a Constelação Familiar é o assunto desta edição do Caminhos da Reportagem.
    27m  Publicação: 11/09/2019
  • O Caminhos da Reportagem mostra como imigrantes, os que escolheram e os que se surpreenderam ao descer no porto de Santos (SP), estão adaptados no Brasil. A família de Salim Alnazer ganhou mais qualidade de vida depois que o refugiado sírio obteve o diploma de farmacêutico revalidado. A oferta de trabalho aumentou para Rawa Alsagheer, refugiada palestina de 23 anos, depois que aprendeu português. Ela faz contação de histórias árabes para crianças, oficinas de danças e outros trabalhos relacionados à cultura dos palestinos.
    26m  Publicação: 18/09/2019
  • Conversar é sempre melhor, dizem os especialistas que trabalham com prevenção do suicídio. Neste Setembro Amarelo, mês que marca a campanha de conscientização sobre prevenção do suicídio, o Caminhos da Reportagem reexibe o programa “Precisamos falar sobre isso” num cenário não muito diferente de setembro de 2017, quando foi exibido pela primeira vez. Os jovens de 15 a 29 anos ainda têm o suicídio como a principal causa de morte, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).
    27m  Publicação: 25/09/2019
  • O Caminhos da Reportagem aborda a segurança e a privacidade na Internet. Especialistas recomendam precaução na hora de compartilhar informações. Recentemente o lançamento do FaceApp, um aplicativo que promove envelhecimento facial nas fotos, veio cercado de polêmica. Especialistas em segurança na rede alertaram para o fato de os usuários estarem voluntariamente compartilhando seus dados com uma empresa desconhecida.
    25m  Publicação: 03/10/2019
  • O Caminhos da Reportagem mostra Alter do Chão, um vilarejo banhado pelas águas transparentes do rio Tapajós. Para chegar ao destino, de praias cristalinas no meio da Amazônia, é preciso percorrer 38 km pela estrada que liga Santarém ao vilarejo, no oeste do Pará. A comunidade tem hoje pouco mais de 6 mil habitantes. A paisagem se transforma durante o ano. Nossa equipe de reportagem esteve em Alter do Chão em julho, quando as águas do Tapajós ainda estavam altas e várias praias, submersas. Como explica a professora da Universidade Federal do Oeste do Pará, na região há o período chuvoso e o período de estiagem.
    28m  Publicação: 09/10/2019
  • Paisagens exuberantes, araucárias centenárias, aventura: assim é a região sul do Brasil. Além de cidades charmosas e acolhedoras, a região também abriga unidades de conservação da natureza e o maior conjunto de cânions da América Latina. Nesta viagem a equipe do Caminhos da Reportagem conversa com moradores e turistas, pratica atividades ao ar livre e mostra os encantos da natureza desse pedacinho do país.
    28m  Publicação: 16/10/2019
  • O Caminhos da Reportagem fala sobre o sarampo e como mortes e falta de informação marcaram um novo surto da doença em São Paulo. Só este ano, até o fechamento desta edição do Caminhos da Reportagem, mais de 7.600 casos de sarampo foram confirmados no estado de São Paulo, além de 12 mortes decorrentes da doença, segundo a Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo. Desde 1997 o estado não registrava mortes por sarampo. Com isso, o Brasil perde o certificado de país livre da doença e começa a importar a vacina da Índia para repor o estoque.
    26m  Publicação: 23/10/2019
  • O Caminhos da Reportagem trata da medicalização infantil. Por que tantas crianças, que não foram diagnosticadas com transtornos cognitivos, estão sendo medicadas com remédios de tarja preta? Drogas que, além dos efeitos colaterais e das contraindicações, podem causar dependência? Alguns especialistas apontam que é preciso repensar o modo de vida atual, em especial, a família. Pais mais ausentes pela intensa rotina de trabalho e o uso intensivo da tecnologia por crianças e adolescentes podem estar ligados ao aumento do uso de substâncias psicotrópicas, que alteram o sistema nervoso central do paciente .
    27m  Publicação: 30/10/2019
  • Apesar de ser a menor região em extensão territorial no Brasil, o Sul oferece uma diversidade de bens culturais a moradores e turistas. O programa jornalístico Caminhos da Reportagem visitou conjuntos urbanos tombados em cidades do Sul, que apresentam um patrimônio histórico, arquitetônico e artístico que manifesta a diversidade cultural dos fundadores e habitantes.
    27m  Publicação: 08/11/2019
  • O Caminhos da Reportagem fez uma rota de turismo ecológico entre o Distrito Federal e o estado de Goiás, percorrendo paisagens típicas do cerrado. Nossa equipe acompanhou a turismóloga Karina Galvão e a filha dela, Alice, em uma viagem de Brasília até o Balneário das Lajes, em Cristalina (GO), passando pela Pedra Chapéu do Sol, considerada uma das maravilhas de Goiás.
    28m  Publicação: 14/11/2019
  • O que você acharia se tivesse um retrato para a posteridade com a cor de sua pele alterada? A Faculdade Zumbi dos Palmares/SP promove uma campanha para substituir o retrato embranquecido do escritor Machado de Assis por outro que realce os traços de ascendência africana do maior autor brasileiro. Este é o ponto de partida do Caminhos da Reportagem.
    27m  Publicação: 20/11/2019
  • O Caminhos da Reportagem homenageia o compositor, maestro, violoncelista, pianista e violonista Villa-Lobos, que produziu cerca de mil obras ao longo de sua vida. Hoje, grande parte do seu trabalho está no museu que leva seu nome, no Rio de Janeiro, cidade onde nasceu e viveu grande parte de sua vida. No Museu Villa-Lobos também estão as primeiras partituras originais, manuscritas. Grande parte é de difícil leitura e nunca foi revisada. Uma parte delas está no acervo da Academia Brasileira de Música e, até pouco tempo, ainda eram desconhecidas do grande público, como as sinfonias.
    27m  Publicação: 27/11/2019
  • O drama de pessoas que fogem da miséria e da fome e atravessam fronteiras está mais perto do que se imagina. Desde 2017, mais de 200 mil venezuelanos vieram para o Brasil em busca de uma vida melhor. Entre os imigrantes, chegaram cerca de 10 mil crianças e adolescentes, segundo estimativas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). A equipe do Caminhos da Reportagem esteve em Pacaraima e Boa Vista, em Roraima, para acompanhar a situação desses meninos e meninas ao chegar e se adaptar na vida no Brasil.
    27m  Publicação: 06/12/2019
  • O Caminhos da Reportagem mostra um pedacinho da Terra do Meio, localizada entre os rios Xingu e Iriri, no estado do Pará. Nossa equipe conheceu a vida dos beiradeiros, população que vive às margens dos rios e tira todo o sustento da natureza. Para chegar às comunidades visitadas, os percursos foram feitos de barco, e os longos trajetos eram compensados pelas belezas das águas e da floresta.
    28m  Publicação: 13/12/2019
  • O Caminhos da Reportagem questiona: quantas vezes você pensou em se desconectar do mundo digital? Um abismo separa o mundo antes e depois da internet. Os usuários das redes sociais vivem entre a realidade que supera a ficção e a ficção que se apresenta como realidade. Em busca de likes e seguidores, os usuários das redes sociais estão na mira dos psicólogos com um novo tipo de dependência: a tecnológica.
    26m  Publicação: 20/12/2019
  • O Caminhos da Reportagem percorre cidades do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina para mostrar as marcas que diferentes povos deixaram na cultura, na arquitetura e na língua na região Sul do Brasil. A Região Sul foi, por muitos anos, ignorada pela Coroa portuguesa. Quando os lusos perceberam que poderiam perder tantas terras para os espanhóis, começaram a se preocupar com essa imensa área pouco habitada do território. No século XVIII, os primeiros açorianos chegaram ao litoral de Santa Catarina.
    0s  Publicação: 27/12/2019
  • Há um ano o rompimento de uma barragem da mineradora Vale, em Brumadinho (MG), deixou 270 pessoas mortas e uma cidade inteira abalada. Há pouco mais de quatro anos, Mariana, também em Minas Gerais, viveu outra tragédia ambiental de grandes proporções, quando a barragem da Samarco, empresa controlada pela Vale e pela BHP Billiton, se rompeu e matou 19 pessoas. O Caminhos da Reportagem esteve em Brumadinho e em Mariana para mostrar como está a vida das pessoas que foram afetadas pelo rompimento das barragens da mineração. Além disso, o programa também mostra como está a saúde mental da população atingida pela tragédia. A Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), a pedido do Ministério da Saúde, vai monitorar as alterações nas condições de saúde dessa população a curto, médio e longo prazos. O secretário de Saúde de Brumadinho aponta que quase um ano depois
    27m  Publicação: 27/01/2020