Um Olhar Sobre o Mundo / Jornalismo

O Brasil entrou na dança

Como um passo de balé, o dançarino e coreógrafo Ismael Ivo foi saltando de Vila Ema, na Zona Leste de São Paulo, para Nova York, depois para a Europa e agora de volta ao Brasil. Foram 33 anos em que se tornou diretor da Bienal de Veneza e do Teatro Nacional Alemão, em Weimar, e fundador do maior festival europeu de dança, em Viena. Em um novo salto, Ismael Ivo participa de Um Olhar Sobre o Mundo.

Episódios

Temporada 2

Informações Um Olhar sobre o Mundo avista a atualidade internacional, sempre com personagens que dela participam, ou a explicam. E está sempre antenado. Se há uma erupção de violência no Oriente Médio, é para lá que vai o próximo programa. Isso tem a ver com o âncora, Moisés Rabinovici, que por 50 anos corre atrás de notícias, 20 deles como correspondente internacional. Rabino, como é conhecido, cobriu de tudo: guerras, paz, copas do mundo, eleições, terremotos e a História acontecendo, como o fim da União Soviética, a derrubada do Muro de Berlim, e os acordos de paz entre Egito, Jordânia e Israel. Essa inquietação diante de notícias deve ter contagiado Um Olhar Sobre o Mundo. Talvez isso seja bom. Talvez os telespectadores a percebam. Poucos são os jornalistas da era do jornal impresso ainda atuantes, uma espécie em extinção que evoluiu para a TV e as plataformas digitais. Um Olhar sobre o Mundo – uma reflexão do que de mais relevante acontece à nossa volta, em apenas meia-hora, à meia-noite das terças-feiras.
  • O programa Um Olhar sobre o Mundo recebe Celso Grisi, titular do Departamento de Administração e Contabilidade da USP em uma entrevista sobre a separação do Reino Unido do resto da Europa. Passados três anos do plebiscito no qual 51,8 % dos britânicos votaram por separar o Reino Unido dos 27 países da União Européia, o divórcio entre as partes segue sem ser consumado.
    00:27:21
  • O programa Um olhar sobre o Mundo recebe o doutor em Ciências da Religião e membro da rede latino-americana de estudos do Pentecostalismo, Gedeon Alencar. Ele fala sobre como a mistura entre política e religião pode ser capaz de eleger presidentes, determinar decisões internacionais e estabelecer conflitos aparentemente indissolúveis.
    00:27:53
  • O programa Um Olhar sobre o mundo fala sobre o cotidiano de uma jovem brasileira em um país oriental em ascensão, tanto econômica como politicamente. O apresentador Moisés Rabinovici conversa com a mineira Raissa Mendes, cuja trajetória profissional pode ser considerada excepcional já que, aos 28 anos, gerencia a comunicação da maior fabricante de drones do mundo, empresa dona de 90% do mercado mundial.
    00:27:55
  • Giorgio Romano Shutte, mestre em Relações Internacionais pela Universidade de Amsterdã, doutor em Sociologia pela USP e ex-consultor sênior do Banco Mundial fala ao jornalista Moisés Rabinovici sobre a ascensão econômica da China. O país, que era o maior devedor do Banco Mundial e do Banco de Desenvolvimento da Asia na década de 1980; hoje empresta mais aos países em desenvolvimento que as instituições de crédito multinacionais.
    00:28:13
  • O programa Um Olhar sobre o Mundo, apresentado por Moisés Rabinovici, recebe o jornalista e professor Leonardo Trevisan. Ele comenta a crise na Venezuela e as consequências para o resto do Mundo e fala do impasse entre o presidente, Nicolás Maduro e o presidente autoproclamado Juan Guaidó.
    00:27:58
  • O programa Um Olhar Sobre o Mundo recebe Rodolpho Ramazzini, advogado especializado em fraudes e diretor da Associação Brasileira de Combate a Falsificação. A entidade investiga bandos de piratas, reúne provas e entrega tudo para a polícia. O nosso vale do ilícito abrange muito mais do que tecnologia para computadores. Filmes, cigarros e bebidas também estão entre as mercadorias falsificadas. Alguns grupos já estão operando no ramo de remédios e muitos continuam vendendo drogas.
    00:27:49
  • Entre dois milhões e duzentos mil registros de prisioneiros dos campos da morte nazistas está o de Adorn Stern, o único sobrevivente brasileiro-judeu. Ele vai estar no programa Um olhar sobre o Mundo, onde verá, pela primeira vez, um papel que ele assinou ao ser preso na Hungria, aos 14 anos.
    00:28:20
  • Em nome de Cristo, Maomé e Jeová foram desferidos ataques a igrejas no Sri Lanka, mesquitas na Nova Zelândia e sinagogas nos Estados Unidos, neste ano. Para o escritor e professor anglo-brasileiro Paul Charles Freston não há nada de anormal acontecendo: assim caminha a história da humanidade. Não há uma única narrativa para cada ato de violência religiosa.
    00:25:58
  • A internet pode ser uma arma de libertação. Foi ela que tornou possível a primavera árabe, que não floresceu. A internet pode ser também uma arma para ditadores e contra a democracia. É o que vamos discutir com o filósofo Rodrigo Petrônio.
    00:27:19
  • Como um passo de balé, o dançarino e coreógrafo Ismael Ivo foi saltando de Vila Ema, na Zona Leste de São Paulo, para Nova York, depois para a Europa e agora de volta ao Brasil. Foram 33 anos em que se tornou diretor da Bienal de Veneza e do Teatro Nacional Alemão, em Weimar, e fundador do maior festival europeu de dança, em Viena. Em um novo salto, Ismael Ivo participa de Um Olhar Sobre o Mundo.
    00:26:05
  • O mundo foi sendo povoado a partir da África. Mas hoje a aventura de partir para outro país, fugindo a guerras, desemprego, ditaduras, fome e seca, está restrita, além de perigosa. Há cerca de 80 milhões de refugiados, atualmente. Um Olhar Sobre o Mundo convidou a brasileira Camila Lissa Asano, do Center for Civil and Political Rights, de Genebra, para explicar o que está acontecendo. Terça-feira, meia-noite.
    00:27:29
  • Tensão no Irã, no Iêmen, na Síria e em Gaza tem um componente militar que determina as decisões políticas. Por isso vamos entrevistar o coronel Paulo Filho, com formação na China: ele domina os dois campos, político e militar, nas atuais áreas internacionais de conflito.
    00:26:20
  • Caçadora de talentos, ou headhunter, Juliana Fiuza explica o que são unicórnios e startups, em efervescência no Brasil de 13 milhões de desempregados. Para ela há conexão entre empresas inovadoras e abertura de vagas de trabalho. Uber, 99, Loggi, iFood, Gynpass, Arco, Nubank, Stone e Movile abriram mais de 15 mil empregos diretos e milhares de indiretos.
    00:27:09
  • Um rapaz americano descobriu 31 meio-irmãos seguindo o rastro do doador do esperma que o gerou. Mas há famílias-proveta ainda maiores nos Estados Unidos. Se esses irmãos de sangue não se conhecem, podem vir a se casar uns com outros. Quais os problemas no Brasil aos 41 anos do primeiro bebê-proveta? Quem responde, em Um Olhar sobre o Mundo, é a especialista em direito da família, advogada e escritora Ivone Zeger.
    00:27:51
  • Caçar os caçadores dos 30 mil bichos silvestres anuais em São Paulo é a missão que escolheu a bióloga da USP Juliana Ferreira, treinada no US Fish and Willdlife Service National Forensics e diretora executiva e fundadora da Freeland Brasil. No programa Um Olhar Sobre o Mundo ela conta o que acontece quando um animal ou passarinho é retirado de seu ecossistema e como é difícil devolvê-lo à natureza, se resgatado. O tráfico de bichos silvestres rende cerca de até 23 milhões de dólares ao tráfico no mundo.
    00:27:24
  • Morrer aos 80 anos era a meta do pioneiro da Bioética, o americano Daniel Callahan. Dizia: “Se você chegar aos 80, já fez tudo que deveria fazer na vida”. Ele morreu aos 88 anos, há menos de um mês. Deixou sete filhos, 47 livros e os princípios da Bioética, tema de Um Olhar Sobre o Mundo, com o professor doutor em Bioética da USP, o médico Reinaldo Ayer de Oliveira. Desligar aparelhos que mantém vivo um moribundo é eutanásia? Selecionar esperma para gerar o filho com que sonhamos é permitido por lei? Já atingimos os limites do conhecimento humano? Assista as respostas.
    00:26:37
  • Incrível: uma carteira perdida com algum dinheiro dentro tem mais chance de ser devolvida do que a que só tiver documentos. E isso no Brasil, um dos 40 países de uma experiência em que cientistas “perderam” 17.303 carteiras, metade delas com 13 dólares em moeda local. Os brasileiros devolveram 33% das carteiras, 50% com dinheiro. A economista Roberta Muramatsu, PHD em Economia e Filosofia pela Universidade Erasmus de Rotterdam, na Holanda, e professora de graduação e pós-graduação do Mackenzie, é a convidada de Um Olhar Sobre o Mundo para explicar e comentar por que, se formos perder a carteira, teremos mais chances de recuperá-la se nela houver alguns trocados.
    00:25:36
  • Na dedicatória de seu livro “Feminismo no Cotidiano (Bom para mulheres. E para homens também)”, Marli Gonçalves escreveu para mim: “As mulheres em todo o mundo passam por momentos delicados e que precisam de humanidade. Feminize-se você também”. Este é o apelo dela na entrevista que deu ao programa Um Olhar Sobre o Mundo, da TV Brasil: “Devemos todos ser feministas”. É um pedido de socorro: no Brasil, uma mulher é morta a cada duas horas – um massacre que não pode continuar.
    00:27:35
  • O programa Um Olhar Sobre o Mundo convida para um visita à nova Europa com o guia Milton Blay, jornalista há 41 anos na França e autor do livro Europa Hipnotizada – a Escalada da Extrema-Direita, que o trouxe a São Paulo para o lançamento. Em menos de meia-hora ele faz uma atualização das mudanças políticas ocorridas em cada país, inclusive com previsão do que deverá ocorrer se o Reino Unido sair da União Europeia.
    00:27:44
  • Os pernambucanos têm vocação para explorar o mundo. O pintor Cícero Dias batizou sua obra mais célebre assim: “Eu vi o mundo… Ele começava no Recife” . Em 1948 entrou no ar a rádio Jornal do Commercio com seu bordão: “De Pernambuco para o mundo”. O consultor Dourado Filho faz jus à sua terra natal: já esteve em 144 países para implantar empresas brasileiras. Ele conta casos de viagens, explica como é vender o Brasil para chineses, ou tailandeses e africanos numa entrevista a Um Olhar Sobre o Mundo.
    00:27:45

Temporada 1

Informações Um Olhar sobre o Mundo avista a atualidade internacional, sempre com personagens que dela participam, ou a explicam. E está sempre antenado. Se há uma erupção de violência no Oriente Médio, é para lá que vai o próximo programa. Isso tem a ver com o âncora, Moisés Rabinovici, que por 50 anos corre atrás de notícias, 20 deles como correspondente internacional. Rabino, como é conhecido, cobriu de tudo: guerras, paz, copas do mundo, eleições, terremotos e a História acontecendo, como o fim da União Soviética, a derrubada do Muro de Berlim, e os acordos de paz entre Egito, Jordânia e Israel. Essa inquietação diante de notícias deve ter contagiado Um Olhar Sobre o Mundo. Talvez isso seja bom. Talvez os telespectadores a percebam. Poucos são os jornalistas da era do jornal impresso ainda atuantes, uma espécie em extinção que evoluiu para a TV e as plataformas digitais. Um Olhar sobre o Mundo – uma reflexão do que de mais relevante acontece à nossa volta, em apenas meia-hora, à meia-noite das terças-feiras.
  • Roberto Azevêdo, diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, é entrevistado por Moisés Rabinovici e pelo jornalista Adalberto Piotto do Cenário Econômico diretamente de Genebra, Suíça, sede da OMC. Roberto Azevêdo fala dos problemas que a entidade administra nas relações comerciais dos países de todo o mundo e do peso dos Estados Unidos nas decisões do comércio mundial. Sobre a preparação das futuras gerações para o mercado de trabalho que está em transformação, Azevêdo diz que este é um problema para todos os países. De acordo com o diretor-geral da OMS, 80% dos empregos que são perdidos em economias avançadas, são perdidos para novas tecnologias. A solução então seria preparar os jovens para uma economia de serviços e alta tecnologia. Azevêdo encerra lembrando que é necessário ter cuidado com soluções populistas para problemas estruturais, que podem levar a resultados desastrosos não só para países, mas para toda a comunidade internacional.
    00:26:56
  • A bióloga Isabel Campos Portugal fala ao jornalista Moisés Rabinovici sobre como tornar fértil o semi-árido brasileiro a partir da experiência tecnológica desenvolvida por Israel. Ela vive há seis anos no deserto israelense Neguev onde, por meio de pesquisas, busca respostas que só a ciência pode dar para o problema de escassez de água no semi-árido nordestino. Afinal, se o uso do líquido com sabedoria conseguiu florescer o verde em um deserto que recebe três vezes menos chuva do que o ponto mais seco do sertão, porque não aqui? Ela diz que a região Nordeste, a mais seca do Brasil, tem três vezes mais água que os desertos do oriente médio, mas os recursos não são usados corretamente. Para ela é preciso otimizar esses recursos, com o uso de águas residuais e dessalinização. Na agricultura em Israel há um mix de águas reutilizadas. de acordo com isabel, 85% da água no país é reutilizada. o segundo país que mais faz reuso da água é a espanha, que reutiliza 35% do recurso.
    00:26:24
  • O Um Olhar Sobre o Mundo fala sobre a intervenção federal no Rio de Janeiro com o professor norte-americano Benjamin Lessing, PHD em política da Universidade de Chicago, nos EUA. Lessing viveu no Brasil de 2000 a 2005 para pesquisar o crime organizado e o narcotráfico e tornou-se mais íntimo dos morros e da realidade carioca do que muitos brasileiros.
    00:26:11
  • No centenário da gripe espanhola, a infectologista e professora da Universidade Federal de São Paulo Nancy Bellei fala sobre a doença que matou 40 milhões de pessoas em todo o planeta. Foram 300 mil só no Brasil. Hoje, outra gripe assusta populações: a Influenza H3N2, da mesma família da gripe espanhola. Nos Estados Unidos, já atingiu 48 dos 49 estados americanos e pode chegar ao Brasil.
    00:26:32
  • Água é o tema deste episódio de Um Olhar Sobre o Mundo. Para falar sobre a importância da água para a humanidade jornalista Moisés Rabinovici conversa com antropóloga Lídice Meyer. Ela fala sobre os mitos religiosos que tem na água a origem da vida e do ser humano. Do Sudão, Cristina Muller, enviada da ONU, traz um retrato da crueldade da seca no país. Ela conta como a seca está diminuindo as pastagens, os rebanhos, e os campos de cultivo e também que a perfuração de poços artesianos sem controle do estado ameaça ainda mais a segurança hídrica no Sudão.
    00:26:25
  • Maurício Costa, professor da Universidade de Yale no Brasil, conta como a moeda virtual Bitcoin passou das transações ilegais a opção de investimento legalizado para milionários. Outras moedas virtuais estão surgindo e já se pergunta se o dinheiro papel, como o conhecemos hoje, estará com os dias contados. Para o professor, a tendência é que o dinheiro em forma de papel acabe, porém o conceito de dinheiro como reserva de valor não deve acabar. Embora o bitcoin hoje sirva como investimento legal, ainda é possível usa-lo em atividades criminosas por causa da possibilidade de realizar transações anônimas. Isso porque as informações não ficam guardadas em lugar nenhum. Elas são fragmentadas e distribuídas por toda a rede, o que impossibilita o rastreamento.
    00:28:24
  • De olho nos fatos e nas polêmicas mais atuais do mundo da internet e das redes sociais, o programa Um Olhar sobre o Mundo conversa com o cientista da computação e um dos pais da internet no Brasil, Demi Getschko. O vazamento de dados de 87 milhões de usuários pelo facebook, a privacidade na rede e as novas tecnologias são apenas alguns dos assuntos de que trata o diretor-presidente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto Br em conversa com o jornalista Moisés Rabinovici. Afinal, para onde caminha a internet?
    00:28:03
  • O embaixador ucraniano Tronenko Rostilav conversa com o jornalista Moisés Rabinovici. Nem todo mundo sabe, mas, das terras férteis que tornaram a Ucrânia conhecida como "celeiro da Europa" brotam não só grãos, mas grandes artistas, escritores, boa mesa, belas paisagens. E conflitos. Nos últimos anos, por exemplo, o país é foco do noticiário internacional por causa da briga com a vizinha Rússia pela posse da Crimeia. Tragédias também rompem por lá: o maior acidente nuclear do mundo, Chernobyl, teve o território ucraniano como palco.
    00:27:30
  • O programa Um Olhar sobre o Mundo aborda a mudança da embaixada dos Estado Unidos de Tel Aviv para Jerusalém em conversa com a professora de História Árabe, Arlene Clemesha, e com o cientista político e mestre em Diplomacia e Governo, André Lajst. Profundos conhecedores do conflito palestino-israelense e da história de Jerusalém, os acadêmicos defenderam lados opostos, mostrando que o conflito é complexo e ainda longe de se resolver.
    00:28:58
  • Um Olhar Sobre o Mundo recebe o cartunista cubano Edel Rodriguez, famoso por ilustrar capas das maiores revistas internacionais como Time, Der Spiegel, Newsweek, Rolling Stone, Fortune Mazazine, além das brasileiras Época e Veja entre outras publicações, retratando principalmente o presidente Donald Trump ou outros políticos de destaque. O programa também recebe o cartunista brasileiro Paulo Caruso, que participa da conversa com o artista cubano. Edel conta como lida com as pressões dos apoiadores de Trump nos Estados Unidos, sempre desenhado por ele de uma maneira marcante que aproxima a imagem do presidente norte-americano do ridículo.
    00:27:17
  • Cleiton Schenkel, dirigente da embaixada brasileira na Coreia do Norte e o cônsul sul-coreano no Brasil, Hak You Kim, se encontram para uma conversa que extrapola o possível significado de paz da reunião e alcança temas como o cotidiano, a economia, as relações políticas e a reaproximação entre as duas Coreias (cenário de um conflito de sete décadas que pode estar prestes a acabar).
    00:26:10
  • A proximidade geográfica e a integração entre Brasil, Paraguai e Argentina na tríplice fronteira oferecem terreno fértil para a ação do crime organizado e de grupos terroristas. O programa Um Olhar sobre o Mundo aborda o assunto em uma conversa com a cientista política venezuelana Vanessa Neumann, consultora da ONU para ações contra o terrorismo, e o brasileiro Ricardo Genari, especialista em estratégia, segurança e inteligência.
    00:27:51